AgoraSP entrevista advogada do Arraes & Centeno sobre planejamento da aposentadoria

Compartilhar nas Redes Sociais

Publicada no domingo, dia 7 de fevereiro, uma reportagem sobre as dificuldades que a pandemia de Covid-19 trouxe para quem está organizando o planejamento de aposentadoria. Com o título “Planejar aposentadoria fica ainda mais difícil na pandemia”, a repórter Ana Paula Branco trouxe informações atualizadas sobre o tema e, para isso, entrevistou a advogada Priscila Arraes Reino, advogada do escritório Arraes & Centeno, entre outros.

“Vale a pena você fazer simulações das regras de aposentadoria, verificando quanto você vai receber em cada uma das regras, avaliando a sua necessidade e possibilidade de aguardar ou não atingir um valor maior”, disse a advogada Priscila Arraes Reino.

A notícia pode ser lida neste link: https://agora.folha.uol.com.br/grana/2021/02/planejar-aposentadoria-fica-ainda-mais-dificil-na-pandemia.shtml

Agende uma consulta para que o nosso escritório ajude no planejamento de sua aposentadoria: https://consultas.arraesecenteno.com.br/planejamento-aposentadoria

Mudanças no planejamento da aposentadoria

A pandemia de Covid 19, os procedimentos estão mais focados no atendimento on-line, o próprio pedido por um novo cálculo está totalmente disponibilizado através do site do INSS. Mas com a reforma previdenciária feita em 2020 temos agora um momento repleto de regras de transição. 

Confira a seguir o vídeo do nosso escritório explicando detalhadamente essas regras:

 

Dica: se você já se aposentou pode pedir um cálculo para avaliar a revisão de sua aposentadoria.​

Vamos pensar na revisão da aposentadoria como uma disputa entre dois lados que não concordam a respeito de um cálculo. Mas, nesse caso, não é preciso ser melhor em matemática, é preciso ter os cálculos feitos por um especialista, e alguns documentos, a depender do tipo de revisão.

Para fazer os cálculos, é importante termos os seguintes documentos:

  • CTPS – Carteira (ou carteiras) de trabalho.
  • Holerites, para comprovar valores de horas extras.
  • Cópia do livro de ponto e registro dos funcionários, se possível.
  • Extrato do FGTS, o que demonstra vínculos empregatícios (pode ser retirado no site da Caixa);
  • Carnês de recolhimento de INSS;
  • Cópia do processo de aposentadoria (pode ser retirado no “meu inss”).

Quer uma revisão da sua aposentadoria? Entre em contato conosco clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *