Perícia Médica Psiquiátrica – Auxílio Doença do Bancário

Compartilhar nas Redes Sociais

[box] Pedido de Auxílio Doença de Bancário deve ser acompanhado de provas robustas quando se trata de doença psiquiátrica.[/box]

Já foi dito em outra oportunidade que a doença psiquiátrica atualmente lidera o ranking de doenças que mais geram o benefício de Auxílio Doença do Bancário.

Porém, nem todos os benefícios devidos são deferidos pelo INSS.

Quantas vezes ouvimos dizer que a depressão é uma doença silenciosa? Não só a depressão como os transtornos de ansiedade, o esgotamento profissional, a síndrome do pânico, entre outros transtornos psiquiátricos comuns que acometem os trabalhadores na atualidade.

Muitas vezes tais doenças não são reconhecidas nem mesmo pelas pessoas próximas de quem as sofre, sendo que o estigma causado por uma doença como a depressão é enorme. A pessoa comumente é taxada de fraca, sentimental, preguiçosa e outras atribuições negativas, o que acaba por agravar ainda mais os seus problemas de saúde.

O preconceito gerado pelas doenças psiquiátricas pode vir de quem menos se espera.

Afinal, é impossível diagnosticar uma pessoa que sofre de doença psiquiátrica analisando somente a parte física.

O que ocorre na perícia do INSS é que quem analisa os pedidos de afastamento por Auxílio Doença normalmente são médicos clínicos gerais, com alto volume de trabalho e orientados negar grande parte dos benefícios.

Quanto o segurado chega na perícia do INSS ele é avaliado fisicamente pelo perito, os sintomas são silenciosos e muitas vezes não são notados pelo perito no curto espaço de tempo que ele passa com o periciado.

Por tal motivo, o Segurado deve ir preparado e munido de documentos essenciais para a realização daquele ato, levando provas robustas de que possui o diagnóstico de doença psiquiátrica e que não tem condições trabalhar.

Para que seja levada a efeito o pedido de Auxílio Doença do bancário por doença psiquiátrica é importante que ele converse com seu médico para que este o auxilie na confecção de um bom laudo, leve também consigo o prontuário médico, exames, receitas e o que mais tiver para corroborar com o auxílio pretendido.

Caso tenha dúvidas sobre a perícia, preparamos um material especial que ajuda na preparação para este dia. Saiba como:

perícia médica bancário

Carolina Centeno de Souza – Advogada, Sócia no Arraes & Centeno Advogados. Especialista em Direito do Trabalho e Direito Previdenciário.

3 comentários em “Perícia Médica Psiquiátrica – Auxílio Doença do Bancário”

  1. Pingback: O GUIA DEFINITIVO DO AUXÍLIO DOENÇA PARA O BANCÁRIO - Arraes e Centeno Advogados Associados

  2. Oi. Meu nome é Maria de Jesus. Sou bipolar e em determinados períodos de minha vida eu surto. Agora, daqui a uns dias vou precisar passar por uma perícia médica judicial. Não sei o que dizer para o médico, temo não saber mim comportar corretamente e não ser aprovada. O que eu faço? Preciso de ajuda.

    1. Maria, boa tarde,

      Você está assistida por advogado? É importante que você converse com o seu advogado antes de ir na perícia.
      Fora isso, é muito importante ter um médico assistente para te acompanhar na perícia judicial.
      Melhor ainda se for o médico que te acompanhar normalmente.

      Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *