Auxílio Doença por LER/DORT: Documentos Necessários

Já falamos sobre como as doenças como LER (lesões por esforços repetitivos) e DORT (distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho) têm grande incidência nos afastamentos por Auxílio Doença de bancários e demais segurados.

A perícia médica é uma etapa primordial para a concessão do benefício de auxílio doença, aposentadoria por invalidez, auxílio acidente ou qualquer outro benefício por incapacidade.

Por isto, é muito importante ter em mente que a documentação levada neste dia pode ser determinante para o resultado positivo ou negativo de seu Auxílio Doença.

Marcada a perícia no INSS, pela empresa, advogado ou pelo próprio Segurado, este deve levar no dia da perícia o comprovante de requerimento de Auxílio Doença preenchido e assinado pela empresa (se empregado), documento com foto, Carteira de Trabalho, e os seus documentos médicos:

• Laudos Médicos
• Atestados
• Exames
• Receitas
• Prontuário Médico

Quanto aos documentos médicos, é importante que estes estejam atualizados e com a CID (Classificação Internacional de Doenças) indicada.

O INSS não aceita laudos, exames e receitas antigas e sem CID indicada. O ideal é que vá ao médico e pegue seus exames e laudos em data próxima da perícia e confira com o médico se falta alguma informação.

As doenças como LER/DORT costumam ser diagnosticadas por exame clínico e por exames complementares como ultrassonografia, eletroneuromiografia e até mesmo ressonância magnética. Questione o seu médico se é necessário algum destes exames para a comprovação de sua doença.

Se ainda sim estiver inseguro com a documentação para a perícia médica, o ideal é consultar um advogado para acompanhar o seu pedido.

Caso ainda reste dúvidas sobre a perícia médica, preparamos um e-book especial com mais dicas sobre o que pode ocorrer neste dia.

Carolina Centeno de Souza – Advogada, Sócia no Arraes & Centeno Advogados. Especialista em Direito do Trabalho e Direito Previdenciário.

Carolina Centeno

Carolina Centeno

Advogada Previdenciária e Trabalhista. Formada em Direito pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Inscrita na OAB/MS sob o nº17.183. Especialista em Direito Previdenciário e Direito Sindical. Coordenadora Adjunta do Estado de Minas Gerais do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP). Palestrante. Contato: [email protected]
Leia também
Atendimento
Especial