Auxílio Doença de Bancário que Possui LER/DORT

Compartilhar nas Redes Sociais

Já falamos sobre a primeira e maior causa de afastamentos de bancários pelo INSS. Hoje iremos falar sobre a segunda maior causa, que já liderou o ranking de afastamentos de Auxílio Doença de Bancário.

Tudo começa com um formigamento, depois com a dor nos membros superiores, nos dedos, fadiga muscular, sensibilidade, redução da amplitude do movimento, inflamação, inchaço, entre outros sintomas que indicam uma lesão por esforço repetitivo (LER) ou distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT).

A profissão de bancário os obriga a trabalhar com posições forçadas, posturas inadequadas pelo uso do computador, da digitação, mouses, telefone, contagem de cédulas, sobrecarga de trabalho. Tudo isso sem pausas para descanso e sob muita tensão.

São as doenças decorrentes do sistema musculoesquelético, as famosas LER/DORT’s, sendo algumas destas:

  • Tendinites
  • Tenossinovites
  • Epicondilites
  • Síndromes compreessivas de nervos periféricos
  • Bursites
  • Outras

As doenças relacionadas acima são muito comuns em afastamentos de Auxílio Doença em bancários, pelo simples motivo de que a execução do trabalho de bancário pode causar tais lesões e patologias.

Essas doenças podem manifestar-se em pessoas saudáveis e sem qualquer predisposição genética ou doença degenerativa.  Mas também podem vir a atingir trabalhadores com predisposição genética ou já portadores de alguma doença equivalente, no entanto, o trabalho executado pode vir a agravar ou desencadear precocemente os sintomas, lesões e a incapacidade.

Algumas doenças LER/DORT do bancário são incapacitantes, e consideradas por lei e pelo INSS, como doenças de origem direta com o trabalho, e devem gerar benefícios como auxílio doença acidentário, auxílio acidente e até mesmo aposentadoria por invalidez.

A perícia médica é realizada pelo INSS, geralmente por um clínico geral. É o momento em que o profissional é avaliado se deve ou não, sob o ponto de vista do INSS, ser afastado do trabalho, e qual será o benefício devido àquele cidadão.

E esse é o momento crucial para o requerimento de Auxílio Doença de Bancário. Por tal motivo, é preciso se preparar corretamente para a perícia. Saiba como.

Carolina Centeno de Souza – Advogada, Sócia no Arraes & Centeno Advogados. Especialista em Direito do Trabalho e Direito Previdenciário.