Aposentadoria especial dos técnicos em radiologia 2020

técnico radiologia
Compartilhar nas Redes Sociais

esA Reforma da Previdência de 2019 trouxe alterações para aposentadoria especial dos técnicos em radiologia 2020. Assim, hoje vamos esclarecer tudo que você precisa saber sobre essa modalidade de aposentadoria.

A aposentadoria especial é direito daqueles que trabalham com tempo especial. Esse tempo é especial para as pessoas que exerceram atividades expostas a riscos químicos, físicos e biológicos.

Explicamos mais sobre a aposentadoria especial no nosso post Aposentadoria especial 2020.

Desse modo, com o tempo especial o radiologista pode se aposentar pela aposentadoria especial. Que exige 25 anos de tempo de contribuição especial de 25 anos.

Isso porque o técnico em radiologia atua em procedimentos que utilizam radiação ionizante. O que ao longo do tempo é considerado prejudicial a saúde.

Assim, se você é radiologista, fique atento, vamos esclarecer as mudanças sobre sua aposentadoria. Vamos falar dos seguintes temas:

Como era ANTES da Reforma da Previdência

A Reforma da Previdência foi publicada no dia 13/11/2019. Assim, as regras anteriores valeram até 12/11/2019.

As regras anteriores tinham somente o requisito da contribuição. Assim, quem completava 25 anos de contribuição exercendo atividade especial poderia se aposentar.

Ou seja, antes da reforma quem contribuísse por 25 anos cumpria o requisito. Desse modo, poderia se aposentar pela aposentadoria especial dos técnicos em radiologia.

Além de não exigir idade mínima, o valor da aposentadoria especial era de 100% da média das 80% remunerações, de julho de 1994 até a data do pedido.

Como ficou DEPOIS da Reforma da Previdência

A partir de 13/11/2019 a aposentadoria especial dos técnicos em radiologia 2020teve um novo requisito. O requisito da idade mínima.

No entanto, esse requisito somente se aplica aos que começaram a trabalhar após essa data. Assim, as exigências para aposentadoria especial ficaram as seguintes após a reforma:

  • 25 anos de contribuição;
  • 60 anos de idade.

Desse modo, com a comprovação do tempo especial, o radiologista se aposentará se tiver cumprido os requisitos necessários. Mas lembrando, somente no caso daqueles que começaram a atuar após a reforma.

Para os que não tinham completado 25 anos até 12/11/2019 há outra regra. Isso se já exercia atividade de radiologista. Vamos falar disso no próximo tópico.

Regras de transição

As regras de transição para aposentadoria especial dos técnicos em radiologia 2020 são simples. Elas são válidas para os que não completaram 25 anos de contribuição até 12/11/2019, mas já contribuíam.

Por exemplo, Paulo é radiologista há 25 anos em 2020. Ele tem a idade de 45 anos. Até a Reforma ele não tinha completado o tempo necessário para se aposentar,  mas estava próximo.

Se fossem utilizadas as novas regras, Paulo seria duramente penalizado. Faltava somente um ano para se aposentar, e com a regra de idade mínima, faltariam 15 anos.

Por isso há também a regra de transição .Os requisitos são os citados abaixo!

  • 25 anos de contribuição;
  • 86 pontos (soma: idade + tempo de contribuição).

Desse modo, Paulo poderá se aposentar daqui 8 anos. Isso porque em 2020 ele completou 70 pontos, faltam 16 pontos. Assim, daqui há 8 anos, ele terá a soma da idade e do tempo de contribuição igual a 86 pontos.

Mas e se Paulo tivesse completado 25 anos até 12/11/2019? Vamos ver sobre no próximo tópico.

Como fica o direito adquirido?

O direito adquirido é para os que já possuíam 25 anos de contribuição até 12/11/2019. Isso porque completaram o requisito da aposentadoria especial antes da reforma.

Desse modo, a aposentadoria especial dos técnicos em radiologia em 2020 das pessoas que já possuíam 25 anos de contribuição está garantida. Isso para qualquer idade.

Assim, se Paulo em 12/11/2019 já tivesse 25 anos de contribuição, se aposentaria. Ainda que a época tivesse menos de 60 anos. Lembrando que 25 anos de contribuição em tempo especial.

Importante!

Para aposentadoria especial é preciso se atentar a algumas coisas. Ao se aposentar por essa aposentadoria, o profissional não pode continuar exercendo a mesma atividade nociva e manter a aposentadoria.

Isso foi decidido recentemente. Quem se aposenta não pode continuar trabalhando com a atividade de tempo especial.

Nós temos um post que vai te explicar melhor, o Aposentadoria Especial pode continuar trabalhando? STF decide!. Não deixe de conferir!

Assim, para você que se aposentou pela aposentaria especial pode ser o momento de inovar. Mudar de área, empreender ou até descansar por um tempo.

Essa ressalva existe devido a finalidade desse benefício. Que é diminuir o tempo de trabalho especial. Algo que a reforma tornou complicado.

Assim, essa é uma das críticas a aposentadoria especial após a reforma. Isto é, deveria ser um tempo reduzido, mas houve um grande aumento com a exigência de idade mínima.

Outro ponto a ser considerado é a necessidade de comprovar o tempo especial. Para você comprovar o tempo especial é necessário um documento. Esse documento é o PPP, que valida seu tempo especial.

Nós temos o post Aposentadoria especial: PPP que vai te esclarecer!

Saiba mais!

Documentos para Aposentadoria Especial

Por isso, é importante que você esteja atento aos seus direitos. Caso você precise de analise no seu tempo de contribuição, não fique esperando. Nós podemos te ajudar.

Isso porque pode haver melhor benefício para você. Ou até mesmo haja algo a ser revisto no seu caso para que você tenha a melhor aposentadoria.

Nesse momento da vida é importante que as decisões sejam certas. E nós podemos te ajudar com isso! Aproveite para deixar nos comentários suas dúvidas, sugestão ou elogio fique a vontade para nos escrever!

Esperamos que você tenha gostado do nosso conteúdo.

Agora se você desejar conversar comigo sobre o seu caso, é só clicar no botão abaixo, estou aqui para ajudar!

consulta ao dentista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *