AUXÍLIO ACIDENTE – COMO DESCOBRIR SE TENHO DIREITO?

Quais as hipóteses possíveis para a obtenção do Auxílio Acidente do bancário

Auxilio acidente é aquele benefício pago pelo INSS independentemente de você estar trabalhando ou não. É considerada uma indenização por alguma doença ou acidente sofrido pelo Segurado, desde que desta doença ou acidente tenha restado uma sequela que reduza a sua capacidade para o trabalho.

Mas como saber se tenho direito ao auxílio acidente?

Separamos algumas situações que podem desencadear um Auxílio Acidente, caso as lesões ou doenças sofridas tenham resultado em alguma sequela:

A sequela resultante dos acidentes, doenças e lesões sofridas acima deve reduzir a capacidade para o trabalho do Segurado, e não incapacita-lo, se não estaríamos falando de Auxílio Doença.

Esta sequela pode ser percebida pelo bancário quando notar que suas funções não são mais exercidas com a mesma facilidade ou produtividade de anteriormente. Queda na produção, dor na realização do trabalho, readaptação de função, perda do cargo de confiança, entre outras situações que importem a redução da capacidade laboral tida anteriormente.

O Auxílio Acidente do bancário pode ser cumulado com outros benefícios, sendo cessado somente com a Aposentadoria de qualquer espécie. Ele ainda aumenta a base de cálculo para a Aposentadoria, uma vez que o valor pago como Auxílio Acidente integra ao salário de contribuição do Segurado.

O Auxílio Acidente é constatado na perícia médica e corresponde ao valor de 50% do salário de benefício do Segurado. Por tal motivo é importante agendar o benefício e preparar-se para a perícia médica. Saiba como:

perícia médica bancário

Carolina Centeno de Souza – Advogada, Sócia no Arraes & Centeno Advogados. Especialista em Direito do Trabalho e Direito Previdenciário.

Carolina Centeno

Carolina Centeno

Advogada Previdenciária e Trabalhista. Formada em Direito pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Inscrita na OAB/MS sob o nº17.183. Especialista em Direito Previdenciário e Direito Sindical. Coordenadora Adjunta do Estado de Minas Gerais do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP). Palestrante. Contato: [email protected]
Leia também
Atendimento